fbpx

Qual a diferença entre Persona e Público-alvo

Persona e Público-alvo

Você sabe qual a diferença entre Persona e Público-alvo de um negócio?

Esses dois elementos são fundamentais dentro das estratégias de marketing de uma empresa e, por isso, são de grande importância.

Qualquer estabelecimento, hoje, que atue com a divulgação dos seus produtos ou serviços deve ter conhecimento sobre esse tema, pois ele é essencial para criar campanhas cada vez mais assertivas.

É importante frisar que, apesar de serem diferentes, tanto a persona quanto o público-alvo podem fazer parte das estratégias de marketing para a venda de chocolate vegano, por exemplo.

Isso porque um não exclui o outro, e ambos podem ser utilizados de modo complementar para a elaboração do seu material de publicidade.

Nesse sentido, uma empresa deve identificar quem é o público-alvo do negócio e criar a persona da marca, para que todo o processo de divulgação dos produtos seja otimizado e traga melhores resultados.

Há diferenças entre esses dois elementos, que devem ser esclarecidas para facilitar o entendimento e a aplicação ideal dessas ferramentas importantes. 

Quer entender mais sobre o assunto? Então siga na leitura deste artigo.

O que é público-alvo?

Se uma empresa de instalação de interfone SP quer saber para quem ela deve direcionar as suas campanhas de marketing, ela precisará saber quem é o seu público-alvo.

Para isso, ela pode coletar as características dos seus clientes ou realizar pesquisas rápidas para entender melhor o perfil dos potenciais consumidores da marca.

Sendo assim, o público-alvo pode ser definido a partir de dados como:

  • Gênero;
  • Faixa etária;
  • Região onde reside;
  • Formação acadêmica;
  • Entre outros pontos.

Com essas características já determinadas, é possível entender mais sobre o grupo de pessoas que compra os produtos de uma marca, e, então, utilizar essas referências para construir a campanha de marketing adequada para o estabelecimento.

O que é persona?

Se uma fabrica de sorvete quer aumentar a sua linha de produtos, ela pode utilizar a persona da sua marca para ganhar a inspiração e desenvolver uma opção perfeita.

O mesmo pode acontecer para uma grande empresa que ofereça produtos para indústrias, por exemplo.

Além disso, as empresas de serviços também devem definir sua persona.

O ponto de partida para a criação da persona é selecionar o perfil das pessoas que compram os produtos da empresa e focar nas características identificadas.

A persona é projetada levando em consideração um personagem fictício,

Ou seja, é criada uma ficha detalhada sobre um possível comprador da marca, que pode auxiliar na produção das campanhas de publicidade.

Para a persona, são levantadas características como:

  • Nome fictício;
  • Idade;
  • Hobbies e hábitos de consumo;
  • Descrição da rotina;
  • Necessidades pessoais e dúvidas sobre produtos;
  • Entre outros pontos.

Com tudo isso, é possível desenvolver a narrativa de um cliente da empresa, apresentando-o como se fosse uma pessoa real.

Esse processo facilita no entendimento do que os consumidores de uma marca buscam dentro das suas condições atuais,.

Ou seja, você consegue transmitir na publicidade do seu negócio qual é a melhor solução para a dor do cliente.

Por isso, ela torna-se uma ferramenta valiosa para a equipe de marketing desenvolver o anúncio ideal para um estabelecimento.

Diferença entre público-alvo e persona

Depois de entender um pouco sobre o público-alvo e a persona de uma empresa, é interessante saber no que elas são diferentes.

Um chaveiro 24 horas, por exemplo, pode ter definido o público-alvo do seu negócio e investir na confecção da persona da sua marca, justamente porque um pode complementar o outro de modo interessante.

Nesse sentido, é possível dizer que o público-alvo é a ferramenta de partida, que dá ao responsável por uma empresa a noção geral de quais são os grupos que se interessam pelos produtos ou serviços oferecidos pelo local.

A partir desse conhecimento, o próximo passo é elaborar a persona da marca.

Portanto, o aprofundamento do público-alvo que vai trazer subsídios para a criação da campanha ideal do estabelecimento.

Se antes uma loja de materiais escolares saberia dizer que a grande maioria do seu público é composto por mulheres de 40-50 anos, casadas e com filhos, ao desenvolver a persona é possível dizer que a Maria, 45 anos, mãe de dois filhos, busca por produtos de papelaria para volta às aulas.

Com esse nível de detalhes, é possível compreender  a necessidade do cliente e oferecer a solução perfeita que ele procura.

Desse modo, é de grande importância saber qual a diferença entre Persona e Público-alvo.

E mais, entender que uma empresa necessita ter conhecimento de qual é o seu público-alvo, para poder desenvolver a persona do negócio e atingir as metas de vendas e de publicidade. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

AtendimentoEmpreendedorismoGestão EmpresarialVendas

Dennis BarretoAuthor posts

Dennis Barreto é Cofundador da Site Bem Feito, Agência Digital em São Paulo focada em pequenas e médias empresas. Formado em Marketing. Possui vasta experiência em Vendas B2B e é especialista em Inbound Marketing certificado pela Resultados Digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *